sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Morte de ambientalista. Aumentam suspeitas sobre Joinville

Na minha última postagem de 2013 publiquei a carta que me deixou em confiança o Amigo e ambientalista Leonardo Aguiar Morelli.
Inicio 2014 com essa pauta na prioridade e faço tudo com muito cuidado, para que as informações já levantadas possam ser tornadas públicas, também se alguma coisa me acontecer.
Serei incansável até que nenhuma dúvida fique pendente, pois Morelli também me pediu, naquela carta: "Se eu não puder, peço ao jornalista Altamir Andrade e aos meus companheiros que continuem nossa luta."

Diário Catarinense

Desde sua morte, cada vez mais suspeita, a venho investigando nesse período de festas de Natal, Ano Novo e férias.
G1 SC

Foi a repercussão nas redes sociais, daquela postagem, que provocou reportagens em diversos veículos da mídia e a consequente decisão da polícia de investigar o fato.

Portal G1 Santa Catarina

Já estive em Florianópolis no hotel onde o corpo foi encontrado e na Delegacia Central de Polícia onde foi instaurado o inquérito. Nestes dois locais, acompanhado da viúva e de um irmão do meu falecido Amigo.


A Notícia Joinville

Na capital catarinense pudemos confirmar que alguma coisa muito grave acontecera. Mas, não vou relatar nada ainda para evitar atrapalhar as investigações policiais.

 O Dia Brasil

No entanto, já pude confirmar que Morelli esteve em Joinville antes, no período de 11 a 14 de dezembro. No dia 11, quando chegou, ele estaria bem. No dia 12 de dezembro, às 21h42 estivera no Hospital da Unimed Joinville no Pronto Atendimento de Emergência, e lá ficara por pouco mais de 15 minutos, de acordo com o prontuário 2871633.
No dia 14 de dezembro, quando partira de Joinville ele já estaria sangrando pela boca. Morelli chegou a capital catarinense na manhã deste mesmo dia, em torno das 11h30. As imagens de vídeo do hotel são surpreendentes.
Mas, é em Joinville que muitas respostas devem ser encontradas...
Enquanto investigo sua morte, algumas entidades começam a homenagear Morelli:

"SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE TANGARÁ DA SERRA
Fone: (65)3326.1816-FAX 3329.1140 E-mail: strts@uol.com.br
Rua Arlindo Nogueira Gomes (7-A), nº 54-N
Jardim Tanaka – Caixa Postal 54 CEP: 78-300-000
Tangará da Serra – MT CNPJ: 15.031.685/0001-00
Fundação: 08/01/1978 Registro no MTE: 3177907/78

LEONARDO AGUIAR MORELLI – IN MEMORIAN
HOMENAGEM
O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tangará da Serra E COOPERVIDA-MT, nesta feita representado pelo seu presidente, Adilso Afonso da Silva, vem em nome de todos os seus associados agradecer o grande benemérito que tanto contribuiu para o crescimento e desenvolvimento de nossa instituição.
É importante lembrar quão grande homem – batalhador, trabalhador, incentivador, que deixa em nós, não só a tristeza da perda como a certeza de que o legado de ensinamentos deixado fez e fará com que o SINDICATO E COOPERVIDA-MT não sucumba às intempéries do dia-a-dia.
Não podemos esquecer os momentos vividos juntos – de alegria, harmonia, sabedoria, de um homem que teve sua vida pautada pela unificação familiar, que é a base do crescimento e desenvolvimento do ser humano.
Não temos como agradecer tudo o que nos proporcionou nestes anos vividos juntos, mas temos a certeza de que foram momentos de aprendizados que levaremos até o fim de nossas vidas.
Em nome da DIRETORIA E DE TODOS OS associados, desejo que ao lado do senhor esteja rezando e orando por todos aqueles que sempre o admiraram.
MUITO OBRIGADO POR TUDO!
Tangará da serra – MT, 02 de JANEIRO de 2014
Adilso Afonso da Silva
Presidente"


Da mesma forma, nas redes sociais
"Homenagem do amigo Tiago Fernandes de Lira
A humanidade já não é mais a mesma, está mais fraca, está mais impotente contra as opressões, já não temos mais entre nós um GRANDE LUTADOR, perdemos a Voz que GRITAVA PELAS ÁGUAS, PERDEMOS O NOSSO COMANDANTE NA LUTA CONTRA AS CONTAMINAÇÕES!
Estou desde ontem quando soube da trágica noticia tentando assimilar, mas até agora não foi possível!
O Leonardo Aguiar Morelli pessoa querida que eu chamava de Mestre (mesmo com sua insistência em dizer que não o era), mas, quem conviveu e conheceu este General de General na luta ambiental sabe da perda que sofremos, não perde somente a família, todos perdemos, ele foi a voz das águas, que gritava pela preservação!
Quem não aprendeu com ele?
Quem não viu sua garra? Quem não sentiu sua indignação?
Eu particularmente que o assessorei por mais de dois na secretaria geral da defensoria social, vi e senti de perto!
Me lembro das viagens e longas conversas, dos conselhos e das estrategias, nunca vou esquecer vc nobre guerreiro!
E a forma de não esquece-lo é não permitir que seja esquecido, é continuar gritando pelas águas, gritando contra opressão dos interessse especulativos multinacionais, gritando contra a injustiça!
Leonardo Morelli vc fará muita falta!
Não deixaremos o Comitê de solidariedade à vitimas de áreas contaminadas acabar!
Não deixaremos sua luta acabar!
Tristeza, dor e luto!
Leonardo Morelli PRESENTE!"


Em breve trarei novidades.

Mais postagens sobre Morelli e suas lutas em Joinville:
Ambientalista morto tem seu último pedido atendido
"O GIGANTE acuado" já está na livraria


12/12/12, uma data enigmática
Defensoria Social escolhe Joinville
R$ 50 milhões de indenização
Uma arma à cabeça, um tiro. Jornalismo é profissão de risco
Loteamento com aterro de rejeitos é denunciado pela Defensoria Social
Minha casa, o fim da minha vida
"Deus" tremendo filho da puta
Acontecimentos inesperados, consequências de incalculáveis repercussões
Publicações feitas em outros veículos de comunicação sobre o tema:

Jornal O Vizinho (JOV)

Edição 748 do JOV (Jornal O Vizinho) - Edição comemorativa de aniversário de Joinville com destaque de capa para o tema (reúso de areias de fundições) com entrevista exclusiva do representante da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) nas páginas 6 e 7.
Edição 750 do JOV - Destaque de capa para entrevista com o Bispo Diocesano de Joinville, Dom Irineu Roque Scherer e editorial sobre a denúncia da Defensoria Social.
Edição 751 do JOV - Destaque de capa para o embate sobre o tema com publicação na íntegra, de nota da Tupy Fundições S.A. (direito de resposta) e alerta da Defensoria Social sobre o que qualifica de ações intimidatórias da empresa contra o jornal, nas páginas 4 e 5.
Edição 752 do JOV - Destaque de capa alerta que a Calçada do 62 BI pode ser apenas a ponta do iceberg com reportagem da cobertura jornalística de audiência pública na CVJ (Câmara de Vereadores de Joinville) nas páginas 6 e 7 e comentário em editorial.
Edição 753 do JOV - Destaque de capa para as novas denúncias feitas por vereadores contra o reúso de areias de fundições e repercussão do tema noutros veículos nas páginas 6 e 7.
Edição 760 do JOV - Destaques de capa para resposta da Fatma/SC aos questionamentos feitos pelos vereadores sobre o reúso das areias de fundições
Edição 761 do JOV - e edição 046 do JOI - Destaques de capa para resposta do prefeito de Joinville às perguntas dos vereadores sobre os casos de suspeita de câncer e suas relações com as areias de fundição
Edição 762 do JOV - Destaque na coluna de meio ambiente na página 4, alerta da Defensoria Social sobre a "Decisão Duvidosa" da prefeitura de Joinville em oficializar o reúso das areias de fundições.
Edição 771 do JOV - Destaque na contra capa com a matéria "Parceiro da Paz e da Sustentabilidade"
Edição 772 do JOV - Destaque na contra capa anuncia que o editor do JOV fora eleito com "Prêmio da ONU"
Edição 783 do JOV - Destaque de capa denuncia movimento das indústrias para o reúso das areias de fundição como "fertilizante"
Edição 784 do JOV - Destaque na contra capa que Joinville lidera iniciativa de uso de rejeito industrial na produção de alimentos
Edição 785 do JOV - Destaque de capa: Rejeitos de fundição podem virar "fertilizante"
Edição 786 do JOV - Reportagem de capa destaca que homenagem a joinvilense seria feita na Rio+20 teria sido boicotada pelo governo Dilma
Edição 787 do JOV - Destaque de capa denuncia uso de areias de fundição em obra do Programa do Governo Federal "Minha Casa, Minha Vida"
Edição 790 do JOV -  Livro doado ao AHJ (Arquivo Histórico de Joinville)
Edição 791 do JOV - Livro doado ao AHJ (Arquivo Histórico de Joinville)
Edição 792 do JOV - Doação de livros à Biblioteca Pública Municipal de Joinville
Edição 805 do JOV - Consema libera uso de rejeitos de fundições
Edição 806 do JOV - Consema libera uso de rejeitos de fundições
Edição 808 do JOV - Ambientalista é encontrado morto em quarto de hotel

Jornal O Joinvilense (JOI)
Edição 045 do JOI 
- Destaque de capa para a resposta da Fatma que faz crescer suspeita contra fundiçãoEdição 040 do JOI - (Jornal O Joinvilense) - Destaque de capa para os riscos do reúso de areias de fundições contaminadas com o cancerígeno fenol e complemento de reportagem na pág. 3
Edição 046 do JOI - Destaque de capa para resposta do prefeito de Joinville às perguntas dos vereadores sobre os casos de suspeita de câncer e suas relações com as areias de fundição.
Edição 050 do JOI - Destaque na contra-capa reporta Prêmio da ONU ao editor do jornal
Edição 056 do JOI - Reportagem de capa destaca que iniciativa joinvilense mobiliza resistência nacional contra uso de rejeitos industriais na agricultura
Edição 057 do JOI - Reportagem de capa revela que Defensoria Social reage a ação do Palácio do Planalto
Edição 059 do JOI - O Gigante Acuado
Edição 060 do JOI - Livro recém lançado já integra acervo histórico
 
Jornal O Garuvense (JOG)
Edição 032 do JOG (Jornal O Garuvense) - Nota na página 8 sobre a repercussão nacional feita no JOV
Postagem neste blog sobre a reação da empresa contra esse jornalista e o JOV
Edição 33 do JOG - Destaque na coluna de meio ambiente na página 8 sobre o evento na Câmara de Vereadores de Joinville.
Edição 37 do JOG - Destaque na coluna de meio ambiente na página 8 sobre a denúncia nacional contra a Tupy Fundições S.A. no Anuário Brasil Sustentável.
Edição 042 do JOG - Destaque na coluna de meio ambiente na página 8, alerta da Defensoria Social sobre a "Decisão Duvidosa" da prefeitura de Joinville em oficializar o reúso das areias de fundições
Edição 047 do JOG - Destaque de capa sobre o Prêmio da ONU
Edição 060 do JOG - Destaca na capa que rejeitos de fundições podem virar "fertilizante"
Edição 062 do JOG - Destaca na capa que o Palácio do Planalto teria boicotado homenagem a joinvilense na Rio+20
Edição 064 do JOG -  Areias de fundição, mais uma denúncia
Edição 065 do JOG - 50 milhões de indenização
Edição 066 do JOG - Livros doados Biblioteca Pública Municipal de Garuva

Jornal O Araquariense (JOA) 
Edição 001 do JOA - Destaque de capa sobre o Prêmio da ONU
Edição 015 do JOA - Destaca que Joinville lidera iniciativa de uso de resíduo industrial na agricultura
Edição 017 do JOA - Anuncia a criação do TSI (Tribunal Social Internacional
Edição 019 do JOA - Areias de fundição, mais uma denúncia
Edição 021 do JOA - Obra literária de jornalismo investigativo
Edição 029 do JOA - Consema libera uso de rejeito de fundições

Nenhum comentário:

Postar um comentário