terça-feira, 24 de novembro de 2009

Susto! Ao carpir horta no centro da cidade o encontro com um jacaré

Você já imaginou estar no centro de uma cidade com aproximadamente meio milhão de habitantes, carpindo a horta do terreno ao lado da sua casa no meio de uma quase selva de pedra e dar de cara com um jacaré de uns 80 Kg e mais de um metro e meio de comprimento?
Assista esse belo animal sendo arrastado pelo rabo na captura feita pela polícia militar ambiental de Joinville.

Um ano depois e o réptil mais famoso do sul do país decidiu deixar o leito tranqüilo e poluído do rio Cachoeira, no centro da maior cidade de Santa Catarina, Joinville. A coincidência de eventos permite dizer que esse talvez seja o jacaré mais ambientalista que se tem notícia por aqui.
Na madrugada do dia 6 de novembro de 2008, o Fritz estava na rua Dona Francisca, aparentemente subindo para o Parque Zoobotânico, onde seria aberta, na manhã daquele dia, a 1ª Mostra de Educação Ambiental de Joinville. O animal foi capturado pelos bombeiros e devolvido ao rio pela polícia ambiental.
Um ano depois, no fim da tarde do dia 24 de novembro de 2009, o Fritz estava no meio de uma horta de casa próxima à Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ).

Algumas horas depois a CVJ abriria o Primeiro Seminário Municipal de Consciência Ambiental, com o tema: Esgoto Total. O animal vive no centro da cidade há mais de dez anos e desde agosto do ano passado seus movimentos são acompanhados pelos ambientalistas e sócios do Instituto de Preservação e Recuperação da Biodiversidade de Joinville e Região – Viva o Cachoeira (IVC). Ao ser avisada da presença do jacaré na horta, a Polícia Militar Ambiental imediatamente entrou em contato com o IVC para avaliar o animal. Confirmado se tratar do Fritz foi devolvido à sua casa, o rio Cachoeira.

Em 2008 um dos soldados que fez a devolução do bicho ao rio foi Claudimar Francisco Felske. Agora, acompanhado do soldado Gilmar Braz e Silva , o experiente soldado Felske compara: "Ano passado foi mais fácil, ele estava manso comparado com hoje". Os dois policiais precisaram ser bastante cautelosos, pois o Fritz parecia mesmo muito agressivo. Apesar da selvagem reação do animal os soldados o imobilizaram com facilidade.


Felizmente já há consciência de que o rio Cachoeira é a casa desse jacaré. Mais uma vez o Fritz foi de carro para lá. Ele estava distante mais de 100 metros do leito do rio.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Naturismo: tirar a roupa é apenas um detalhe

Até mesmo entre os praticantes faz-se confusão sobre o que é ser nudista, naturista ou naturalista. Sem buscar as definições oficiais (algumas delas também se desencontram) consultei praticantes desse universo (dos sem roupa) e os conceitos práticos se apresentam com simplicidade consensual.
Nudista é aquele que gosta de andar pelado e tirar a roupa é uma condição que se busca constantemente nos mais diversos ambientes.
Naturalistas são os adeptos das comidas naturais (sem processamento industrial) e que também evitam carnes vermelhas.
Os naturistas são aqueles que comem de tudo, mas preferem uma alimentação mais natural, preferem viver em ambientes onde o uso da vestimenta não é obrigatório e têm uma vertente ambientalista de defender, preservar e recuperar a natureza.

Peixe frito, como nos tempos das cavernas, ou churrasco grelhado no carvão também fazem parte do cardápio dos naturistas

Nem todo nudista é naturista ou naturalista.
Nem todo naturalista é nudista ou naturista.
Todo naturista é nudista com tendência ao naturalismo.

No Rio Grande do Sul, município de Taquara, na localidade de Morro das Pedras, está a única Vila Naturista do Brasil: Colina do Sol. Distante cerca de 45 minutos de Porto Alegre, o local é um refúgio difícil de encontrar.

A região do Morro das Pedras sofre violenta agressão ambiental pela extração da Pedra Gres

As pedras são bastantes utilizadas na construção de muros e paredes

Os naturistas preferem lugares de difícil acesso, pois inibem a presença de curiosos ou de pessoas que têm uma percepção distorcida sobre a nudez. Distorcida, no caso, é relacioná-la com o ato sexual, simplesmente.
A maioria das pessoas só tira a roupa para tomar banho e fazer sexo. Muitas dessas também fazem sexo enquanto tomam banho. Então, esse senso comum tem uma relação com a nudez completamente diferente para o naturista, que também faz sexo, é claro, mas não é a nudez que provoca o desejo ou o estímulo para isso.

Os naturistas praticantes, mas também os iniciantes, que desejam uma convivência num ambiente de ótima infraestrutura, segurança, privacidade e de muito contato com a natureza, podem se hospedar em algumas das dezenas de cabanas edificadas entre eucaliptos e exuberante mata.

Quase uma centena de cabanas de vários modelos integram-se harmoniosamente ao ambiente
O casal Collins mora no local e empreende na venda e aluguel de cabanas. Marlene Farias Collins é mulher do inglês naturalizado brasileiro, Colin Collins.
Colin Collins, 73, nasceu em Addiscombe, perto da capital britânica, Londres. Está no Brasil desde os 18 anos. Quando tinha 49 anos apaixonou-se pela vizinha que também trabalhava com ele, uma cearense de 22 anos. Ele recorda que desde jovem fora praticante do naturismo. Ela aprendera com o companheiro. A pretensão do casal é não sair mais da Colina do Sol. “Nasci naturista. Me incomoda estar vestido. Aqui é um bom local para nós, um ambiente saudável para casais”, diz, convicto, o ex-engenheiro de telecomunicações que depois se tornou cinegrafista. O vídeo que está na página de entrada na internet é produção do casal.

Uma piscina feita de pedras (abundam na região) tem água cristalina de poço artesiano e desníveis para adultos e crianças. A água da piscina é rápida e naturalmente aquecida pelo sol durante o verão
As noites são convidativas aos passeios pelas ruas de chão batido ou pelos gramados. Se dali tem-se uma das mais belas vistas de pôr-do-sol do Rio Grande do Sul, a lua cheia é estímulo ao romantismo.

Luar de primavera na Colina do Sol


No local há pequeno mercado para algumas necessidades básicas. Recomenda-se que você escolha cardápios especiais para cozinhar com seus familiares transformando o ato numa prazerosa e inesquecível convivência.
Se você ainda não acessou o sítio www.marcolina.com.br para ver o vídeo e todas as informações para aluguel ou compra de cabanas, faça agora.
Além desses prazeres, a estada será uma excelente oportunidade de educação e conscientização ambiental.